sábado, fevereiro 14, 2009

QUANDO UM TÍTULO VALE POR UM EDITORIAL

QUANDO UM TÍTULO VALE POR UM EDITORIAL

Quero compartilhar com você a informação que mais me intrigou esta semana. Foi uma manchete do jornal carioca O GLOBO, que dizia em letras garrafais (o termo é antigo, eu sei) no dia 13.2.2009: "STF agora solta réus de casos de estupro, roubo e estelionato".
Pensei primeiro no jornalismo: a regra é que notícia é notícia e opinião é opinião. O "agora" do título vale mais que um editorial. Tem direito um jornal de fazer isto?
Depois pensei na reação dos leitores. Foi uma avalanche de cartas. A "provocação" ou "indignação" do Globo gerou os protestos que o periódico queria.
Por fim, pensei na questão envolvida. Não escrevi para o Globo, nem postei nada em nosso PRAZER DA PALAVRA, mas a posição do Supremo está para lá de ser entendida.
Outras coisas também me preocuparam e eu as transformei em temas para debate em nosso portal. Na verdade, comecei semana que passou uma nova seção (SUA OPINIÃO SOBRE), em que propus vários temas para debate. As respostas encheram minha caixa eletrônica mas valeu a pena. Estou sempre propondo outros assuntos. Para participar, acesse a seção SUA OPINIAO SOBRE.
O PRAZER DA PALAVRA traz também mais uma nova seção. Trata-se uma coluna sobre a Língua Portuguesa texto do professor Adalberto Alves de Sousa. A primeira coluna, sobre o modo como lemos o salmo 23, agradou em cheio. Adalberto "reclamou" comigo: "olha o que você me arranjou". As sugestões foram muitas, uma delas pedindo mais orientações sobre o novo acordo ortográfico para o nosso idioma. Você, se não leu o texto fundador da coluna, pode sorve-lo em Quando o salmo 23 perde a sua força

Uma novidade também no site é um texto curto de Darci Dusilek (1943-2007). Em 1968, eu era um garoto e, se estive lá na Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro, não me lembro, mas agora pude ler o discurso que proferiu o orador da turma dos bacharelandos em teologia de 1968 do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. Graças à providência da viúva (Nancy), o texto do então jovem Darci Dusilek (1943-2007) pode ser lido e apreciado. Ao lê-lo, não esqueça que estávamos em 1968, o que dá mais vivacidade aos pensamentos então pronunciados. CLIQUE AQUI PARA LER O DISCURSO DE DARCI DUSILEK. Pretendo publicar outros textos deste pensador original, a quem muito (ou quase tudo) devo.

Na ENQUETE (outra nova seção mas virão outras), estou perguntando pelo título que devo dar à principal seção de nosso portal, que são mensagens baseadas em textos bíblicos. A maioria está preferindo o título que está (MENSAGENS BÍBLICAS) e não a sugerida (SERMÕES).

Até o próximo.

4 comentários:

Felipe Fanuel disse...

1. O texto do Adalberto foi bem recebido pelos leitores do Pavablog (http://pavablog.blogspot.com).

2. Apreciei muito a leitura do discurso do Dusilek. Um texto bastante atual. Emocionado, deixei meu breve comentário no Prazer da Palavra. (Será muito bom ler mais textos deste "pensador original".)

3. Prazer da Palavra está cada vez melhor. Parabéns!

Raphael Farias disse...

Olá,

O blog Presente de Deus tem uma homenagem especial para você pelo seu belo trabalho por meio deste blog abençoado.

Acesse já o nosso blog:
www.presentededeus.wordpress.com

Deus te abençoe

Raphael Farias

Junior disse...

Paz e Bem!

Muito boa reflexão.

Com carinho,
Junior

Sammis Reachers disse...

Amado pastor e professor Israel, graça e paz.

Sou o Sammis, do blog Poesia Evangélica (http://poesiaevanglica.blogspot.com), e estou organizando uma Antologia Poética com alguns poetas evangélicos contemporâneos.
Se possível, envie-me um e-mail para que eu possa enviar maiores informações.

Deus lhe abençoe.

Um abraço fraterno do irmão Sammis

sammisreachers@ig.com.br