sexta-feira, abril 20, 2007

WALDEMIRO TYMCHAK (1937-2007), UM POEMA

Quem olha para o alto em meio ao choque da informação
("Waldemiro Tymchak acaba de falecer")
ainda vê o arco-íris com suas cores em floração
que agora se forma onde ossos olhos não podem ver.

Mesmo inacabado, posto o soneto que estou escrevendo em homenagem a Waldemiro Tymchak:

O HOMEM QUE CHORAVA PELA CAUSA CERTA

Quem olha para o alto em meio ao choque da informação
("Waldemiro Tymchak acaba de falecer")
ainda vê o arco-íris com suas cores em floração
que agora se forma onde nossos olhos não podem ver.

Perde toda a nossa humanidade um cidadão
que chorava pela causa que lágrimas precisa merecer
quando se tem no peito um missionário coração:
a sombra da graça de Deus sobre a terra se estender

No Alto, o Pai recebe o silencioso e reverso trovão
setenta anos depois de enviado para anunciar
que só em seu Filho Jesus há plena e eterna salvação

Deixa-nos o arauto um compromisso: a mesma missão:
com nosso corpo, como o seu, até à exaustão,
para que o mundo creia, o nome de Cristo proclamar.

(Israel Belo de Azevedo, 20.4.2007)

Um comentário:

Gercy disse...

Pelo início, o final promete, aguardo. Não o conheci pessoalmente mas pelo seus escritos, era sim, um homem de Deus,humamente falando foi uma grande perda pra o Brasil Batista.